01 ano de P10% e não ganhei nem R$1 * Não renovei!

Davi Andreuzzi Junior

Davi Andreuzzi Junior Publicado 13/12/2020 


E a culpa não é do André, Zé, Mario ou do atendimento P10% como os haters desejariam ler. 


Eu decidi colocar meu texto de despedida e agradecimento aqui no fórum ou invés de mandar por e-mail para o atendimento ou mensagem no chat para só o André ler, e estou fazendo isso para os que lerem não cometerem os mesmos erros que eu.


Primeiro é importante informar que já acompanhava o André pelo YT desde 2018, fui no presencial de São Carlos em 2019 e comprei o acesso a sala na black Friday de 2019. 

O P10% passava por  um momento de grande transformação, o Zé estava chegando, havia muita reformulação em andamento e isso exigia um nível de maturidade maior para o aluno que estava chegando, o que eu definitivamente não tinha.

Outro ponto importante é que tento acompanhar a sala e realizar as operações simultaneamente com o meu trabalho, ou seja, não fico com 100% da atenção dedicada ao trade. Como o próprio André já passou por isso acreditei que conseguiria conciliar as atividades e após um ano poder ter confiança de deixar o trabalho e viver da profissão de trader.

Mas como sabemos, nosso comportamento muda depois de levar o primeiro soco na cara e se não tiver pleno autocontrole e confiança o plano vai pro ralo.


Cheguei no projeto depois de dois anos de perdas significativas, emocional muito zuado e entendi que a sala seria importante para virar a chave. A expectativa e a ansiedade foram malignas, quando meu acesso foi liberado em Dez/2019 o André estava saindo de férias e o Zé assumindo o controle e minhas expectativas foram miseravelmente frustradas, não queria entender o que estava acontecendo e facilmente voltei para o vício do giro sem dar uma chance para entender a metodologia do Zé. Foi terrível, resultado desastroso, mais de 10K de prejuízo entre Dezembro e Janeiro.


Entrei na onda dos grupos de whatsapp, telegram que ficam o tempo todo vociferando contra o André e o projeto, pensei em desistir, pedir estorno, postar reclamação nas redes.

Mas logo caí na real e o respeito pelo André prevaleceu, eu percebi que nada disso não fazia sentido e que eu deveria me colocar na posição de aluno e aprender com os professores.

Logo chegaram  o Mario e o Fabricio no projeto, saí de todos os grupos que ficavam detonando o projeto e voltei a focar nos métodos que estavam sendo ensinados.

Me identifiquei muito e me adaptei melhor com o modo de operar do Mario Pisani, que aliado aos pontos de entrada do André, fazem muito sentido para mim.

Estudei e apliquei o diário de trade, check list, gerenciamento de risco ensinados pelo Mario. Pratiquei por 03 meses na conta simulada, tive resultado bom, mas ainda fazendo muitas entradas erradas por ansiedade.

Seguindo o caminho natural, voltei para a conta real e a consistência de antes não duraram 20 dias, depois de alguns trades mal executados, voltei a aumentar a mão, abandonei diário, controle de risco e o resultado não poderia ser diferente, mais 5K perdidos.

Para me recuperar tive que abandonar a sala e os trades por mais um mês aproximadamente.


Aí vieram as aulas sobre mapa mental e planejamento a longo prazo do André e na minha opinião isso foi o legado mais importante do projeto.

Ao fazer a planilha de planejamento eu me senti envergonhado por não conseguir seguir algo tão simples. Não precisa perder tempo na conta simulação se você pode se habituar a fazer isso na real.

Recomecei com R$500, trabalhando no mini indice e aumentando um contrato a cada duas semanas, mantendo uma margem de R$500 por contratos.

A metodologia da sala é tão espetacular que isso parece anúncio de vendedor de curso, mas é tão real que qualquer aluno pode experimentar e provar que de fato é possível ter sucesso.


Em pouco mais de dois meses tinha poucos dias com loss e cerca de R$8000 acumulado, me sentia bem e acreditando que tudo poderia mudar.

No entanto, o comportamento ganancioso e a insistência em abandonar as regras me fizeram cair mais uma vez.

O problema é que eu fazia de tudo para não fechar o dia com loss e para deixar minha planilha de controle mais bonita e não aceitar o loss definido pelo risco é mortal.

Você se coloca numa situação de ter um dia de fúria e perder tudo a qualquer momento, e foi exatamente isso que ocorreu.

Perdi o acumulado ganho e mais 3K que não deveria, isso somente em um dia.


Refletindo mais uma vez sobre o que aconteceu, fiquei encantado com a planilha mostrando dias positivos. 

Negligenciei que a taxa de acerto e o respeito às regras é o mais importante, não adianta perder 03 vezes com 01 contrato e depois ganhar uma vez com 05, isso não vai levar a lugar algum, não está certo e não vai fazer você alcançar o objetivo traçado no mapa mental.

Por isso eu vejo que é possível sim recomeçar novamente com R$500 ou R$1000, mas desde que você não se importe com o financeiro (a frase mais falada pelo André).


Dessa vez menos abalado emocionalmente e entendendo melhor o que me leva ao fracasso, coloquei mais R$500 na conta e retirei o resultado financeiro da plataforma, focando somente na operação, em pegar os movimentos completos, colocar o estoque no ponto correto, não dar tanta importância para uma planilha. E entre dias bons e ruins continuo tentando.


Saio do projeto triste por ter fracassado, por ter cometido o mesmo erro várias vezes, por não ter feito um plano com objetivos claros, por estar no fundo da consciência querendo recuperar loss do passado e principalmente por não ter feito exatamente o que o André fala.

Mas o aprendizado é imensurável, cabe somente a mim acreditar que é possível e por em prática o que aprendi.


Continuo trabalhando, dividindo a atenção entre o mercado e o trabalho e isso é muito ruim. Me deixa mais vulnerável às emoções, menos concentrado, tudo fica mais difícil.

Preciso entender que há dias que não vou conseguir operar devido a intensidade do trabalho e há dias que operar corretamente será possível.

As vezes em dias que estou sem tempo para operar, acesso a plataforma e forço uma entrada sem trade system, só pelo vício de operar. ISSO É DESTRUIDOR, mesmo que dê gain.


Neste momento, estou fazendo um planejamento para continuar operando, com objetivo estritamente educacional.

Definir um protocolo de quando é um dia bom para operar no trabalho e quando não é.

Quero dedicar mais tempo em análises para ST, estudar mais os conteúdos do Mario, mas sei que desde a primeira semana que conheci o mercado financeiro me apaixonei pela profissão day trader.

Com o passar dos anos e ainda mais depois de conhecer o André Machado, finalmente entendi o que é a análise técnica e defini que quero aprender essa profissão e ser bem sucedido nela.

É um longo caminho, me considero em transição de carreira e penso que estou no meio do caminho e quero continuar caminhando para tudo isso fazer sentido um dia.


Tenho Ogroflix, OgroPRO e acho que continuar acessando a sala diariamente sem poder aproveitar todo o potencial que ela oferece devido ao tempo dividido com meu trabalho é um erro.

Vou sentir muita falta da sala, mas preciso evoluir mentalmente, no autocontrole, autoconhecimento e mudar o comportamento.

Se for bem sucedido, acredito que posso voltar um dia e estar 100% do tempo dedicado ao mercado.


Gratidão a todo o time do P10% e que seja um até logo.



Voltar ao topo