Reversão: situação em que vale a pena ignorar o tabajara.

Bruno Martins do Carmo

Bruno Martins do Carmo Publicado 25/09/2020 


O professor André Machado recomenda operar reversão em duas situações. A primeira é quando o preço atingi um alvo de fibo, geralmente o de 100%. Se for deixado um padrão de candle de reversão com bastante volume, então, está autorizada a entrada. A outra situação é quando o preço está em tendência e retorna à média de 20 mas, ao invés de retormar a tendência anterior, forma uma bandeirinha que é rompida no sentido contrário da média. Mas há outra ocorrência de reversão que eu tenho identificado nos últimos meses. É quando o preço  segue numa tendência até encontrar uma importante zona de suporte ou resistência. Se o preço chegar nessa região e consolidar, deixando um pequeno retângulo, é batata. Pode entrar no rompimento que, geralmente, o movimento de reversão costuma ser gigantesco. Fiz uma entrada dessa ontem, sem me preocupar com a média de 20, que estava ascendente. O resultado foi que o preço derreteu, retraindo até as linhas de fibonacci. Ta aí outra situação em que vale a pena operar fora do tradesystem. Creio ter feito uma boa análise. Pena que não tive emocional para levar o trade adiante, descendo o stop para o breakeven precipitadamente. Só essa semana deixei de ganhar mil pontos em duas operações nas quais tinha acertado a entrada, mas hesitado no meio do caminho.


Voltar ao topo